As diferentes versões do PGP

O PGP está disponível em várias versões diferentes. Se você não sabe qual versão é a correta para você, talvez possa encontrar alguma ajuda aqui. Abaixo encontram-se listadas as versões mais populares do PGP atualmente disponíveis.


PGP 2.3a

Essa é a versão "clássica" do PGP, e até recentemente a mais utilizada ao redor do mundo. Você ainda pode usá-la se quiser, porém é possível que encontre problemas ao tentar processar mensagens e chaves geradas com a versão 2.6 e posteriores, ou ao usar chaves maiores que 1280 bits (o tamanho máximo no momento é 2048 bits). O uso do PGP 2.3a é presumidamente ilegal nos Estados Unidos, devido a restrições de patente.


PGP 2.6ui

Essa é uma versão não-oficial "hackeada" do PGP 2.3a, que foi criada com o intento de resolver os problemas de compatibilidade com a versão 2.3a introduzidas pelo PGP 2.6 do MIT. Observe que o PGP 2.6ui não é verdadeiramente um membro da série 2.6 do PGP, uma vez que foi baseado no código fonte da versão 2.3a, e portanto não inclui nenhuma das melhorias e bug fixes existentes nas versões mais novas. o PGP 2.6ui foi distribuído por Mathew na Inglaterra, mas já não é mais suportado pelo seu autor.


PGP 2.62ui

Tony Lezard da Inglaterra baseou essa versão do PGP na versão 2.6ui de Mathew, e tentou incluir nela todas as melhorias existentes nas versões 2.6x do MIT (chaves mais longas, bug fixes, novos comandos e opções, etc). O PGP 2.62ui pode ser obtido em ftp.mantis.co.uk.


MIT PGP 2.6.2

Essa é a última versão oficial do PGP, distribuída pelo MIT e adaptada (ou, segundo alguns, estragada) para ser usada nos Estados Unidos:
  1. Ela cria mensagens que não podem ser lidas pelo PGP 2.5 ou anteriores.
  2. Ela usa a biblioteca (library) de criptografia RSAREF, que é ligeiramente mais lenta na maior parte dos computadores (plataformas). Ainda por cima, ela não é capaz de entender o formato antigo de assinaturas utilizado pelo PGP 2.2 e anteriores.
A exportação do PGP 2.6.2 para fora dos EUA é ilegal, mas uma vez que esta etapa tenha sido vencida, qualquer um pode usá-lo livremente. Esta versão corrige vários bugs existentes no MID PGP 2.6 e 2.6.1. Se você vive nos EUA, provavelmente essa é a versão do PGP que você deve usar. Essa versão pode ser obtida no MIT.


PGP 2.6.3ia

Essa é a última versão internacional do PGP, e é baseada no código fonte do MIT PGP 2.6.2, modificado para uso em outros países que não os EUA. O PGP 2.6.3i é publicado por Ståle Schumacher na Noruega, e difere do MIT PGP 2.6.2 em vários pontos:
* Não usa a biblioteca de criptografia RSAREF
* É 100% compatível com todos os outros PGP 2.x
* Ela corrige vários bugs existentes no PGP 2.6.2(i)
* Ela compila "direto da caixa" em várias novas plataformas
* Ela adiciona algumas novas melhorias, sem quebrar a compatibilidade com as versões mais antigas
O PGP 2.6.3i é a versão do PGP mais flexível e atualizada atualmente disponível, e seu uso é provavelmente ilegal nos EUA. Portanto, se você for um cidadão norte-americano, você deve usar ou a versão MIT PGP 2.6.2 ou PGP 2.6.3 em lugar da 2.6.3i. Para mais informações sobre o PGP 2.6.3i, e como obter uma cópia, visite a Home Page Internacional do PGP.


PGP 2.6.3

Se você compilar o código fonte do PGP 2.6.3i utilizando a opção de compilação (define) -DUSA, e linkeditá-la junto com a RSAREF (rsaglue2.c) em vez da MPILIB (rsaglue1.c), você obterá uma versão que se identifica como PGP 2.6.3, contendo todas as modificações e melhorias da versão 2.6.3i, exceto que ela é mais lenta e não permite desabilitar o chamado "legal kludge". O PGP 2.6.3 não é uma versão oficial do PGP, mas seu uso nos EUA é perfeitamente legal. Ela é distribuída apenas como código fonte. Apesar disso, algumas pessoas a compilaram para uso próprio e tornaram os binários disponíveis para o público em geral: Eu não posso garantir a autenticidade dessas compilações. Por outro lado, também não possuo razões para acreditar que tenham sido modificadas -- Ståle Schumacher.


ViaCrypt PGP 2.7.1 e 4.0

ViaCrypt PGP é uma versão comercial do PGP, disponível apenas nos EUA e Canada. Phil Zimmermann disse que a resistência criptográfica do PGP não foi modificada na versão da ViaCrypt. O pacote do ViaCrypt PGP inclui disquetes com os programas (apenas os binários executáveis, nenhum código fonte), um manual do usuário e uma licença de uso individual. A versão corrente está disponível para Windows, MS-DOS, Macintosh e UNIX, e existe uma versão especial disponível que inclui uma interface para o CIM da CompuServe. Os preços começam em US$100 para a versão para MS-DOS.

Para comprar o ViaCrypt PGP ou descobrir mais informações sobre ele, siga este link


Última atualização em 10/06/1997 07:50:06 BRT por Henrique Holschuh, <henriqmh@dca.fee.Unicamp.br>